O Cruzeiro no Alto do Morro da Camambosa

Quadro exposto no Memorial Padre Daniel, na Praça da Igreja Matriz. 

” Em 3 de maio de 1957 o Sr. Raul Brito, incentivado pelo católico fervoroso e Professor Eleutério Tavares, juntamente com a Congregação Mariana, resolveu colocar um cruzeiro no alto do morro o afim de que o povo caculeense fizesse mais sacrifício e penitência.   Os congrega dos marianos fizeram uma procissão e o madeiro foi levado pelos homens.    Na subida da ladeira os homens perderam as forças e tiveram a ideia de ir puxando em um couro de boi puxador por cordas, pois, não havia Estrada na época.    Depois da introdução da cruz (madeiro) no alto do morro, houve missa solene celebrada pelo Padre Daniel e vários fiéis.   Estiveram presentes no evento Frei Isaías e Frei Paulo, que vieram de Salvador em época de missão e várias entidades religiosas.   Os encarregados da festa foram os irmãos : Sr. Antônio Batista (Sr. Nem) e Sr. Miguel Batista (Miguel do Morro) que de tão empolgados construirão um barracão para a celebração da missa.   Diante de tanto fervor, a comunidade criou o costume de celebrar todo 03 de Maio a missa do Dia da Invenção da Santa Cruz, em sinal de penitência. ”

Anúncios

Indústria Santo Antônio

Indústria Santo Antônio

Localizada na Rua Ruy Barbosa, s/n, próximo à prefeitura, era conhecida por fabricar ladrilhos, além de marmorite e outros.

Industria Santo Antonio Ladrilhos - Jornal a Seta - OUT 1956

Pertencia ao Sr. Antonio Alves Teixeira.

Segundo anúncio no Jornal A Seta, a fabricava operava no ano de 1956, mas não temos as datas de fundação e término.

Há relatos, de moradores, que fabricavam com muito esmero e os ladrilhos eram muito bonitos.


Fonte:

[1]   anúncio publicitário no Jornal A Seta, Outubro de 1956, No.1, Ano 1, pág. 2.